A Céu Aberto

Bushido

Bushido, ética imemorial – o caminho do guerreiro
Que s’alimenta da morte, como recurso de vida
Nessa ideia, o seu norte, vivendo sem a maior dúvida
Qu’a vida é, afinal, a morte qu’ainda não sobreveio
 
Vivendo o seu presente, sem mácula, no respeito integral
Pelo planeta, pelos seres, pela memória antepassada 
No exercício de saberes, em estudo, jornada a jornada
Na sua honra regente, baluarte do respeito imemorial
 
Numa cultura de justiça, d’amor,  autocontrole e verdade
Numa frugalidade premente, num compromisso total
Com a mestria em mente, tornando a arte, marcial
Sem registo de preguiça, no seu vinculo de fidelidade
 
O Samurai é eterno, mesmo no mortal corte da daisho
Não toma a vida por valor absoluto; vive na honra
Prefere morrer, no sepukku,  ao indulto com desonra
Vive e morre sem inferno, tem na ética a luz no facho
 
Em sete virtudes primárias, s’alicerça o seu destino
Na Moralidade, Bravura, na Paixão, na Cortesia
Na Lealdade, Compaixão, e na Sincera harmonia
Desejos mundanos são párias, o Bushido o seu caminho
Bushido
 
Anúncios
This entry was published on 9 de Janeiro de 2013 at 10:26. It’s filed under Poesia, Retratos and tagged , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: