A Céu Aberto

Trans-Montana

 
Vislumbram-se as rochas, o verde planalto
As casas de pedra, as cascatas no alto
A vaga memória, em rostos sulcados
As voltas da História, nos livros amados
 
Pinturas rupestres,  mamoas e antas
Solos agrestes, santuários e santas
Progénie passada, de cultos e clãs
A mesma fornada, de gentes irmãs
 
Na chuva, no gelo, na neve serrada
Mulheres de novelo, os homens d’enxada
Lareiras acesas, para os  potes de ferro
Convivas à mesa, nessa luta sem erro
 
No alto da encosta, sob o sopé do monte
A vida transposta, nessas águas da  fonte
Límpidas, frescas, transparentes, sem véu
Reflectindo, dormentes, naquele tanque, o céu…
 
E num som de animal, na chiadeira do carro
Todo um rodopio arsenal, do trabalho escravo
O grito do homem, nesse combate infernal
Que vidas consomem, na sua entrega total
 
A rudeza da vida, nesse paraíso terreste
Nesse molde nascida, d’ascendência celeste
Num assomo de espanto, a existência dual
Deus naquele recanto, na sua forma brutal
 
Que aos homens inspira, nos sete trabalhos
Na força que tira, doando outros ensaios
Forjando a refrega, nesse infinito breu
Qu’o fogo entrega, nas vísceras de Prometeu
 
Nessa montanha alada, d’escondidos agrouros
Esta alma cruzada, sob o sangue dos mouros
Nesse corpo rochedo, a erecta águia romana
Um povo sem medo – em façanha humana!
 
Monte
Anúncios
This entry was published on 13 de Março de 2013 at 18:21. It’s filed under Poesia, Retratos and tagged , , , , , . Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: