A Céu Aberto

Quadras Populares

Neste Junho casamenteiro
Solarengo, cheio de cor
Vem o Santo padroeiro
Alegrar a nossa dor

E s’estão pra começar
Essas festas populares
Que já não existe lugar
Sem sardinhas e cantares!

Bailaricos, numa azáfama
No Bairro Alto ou na Bica
Um cirandar por Alfama
Que nos lev’a Marvila!

Uma cidade que fumega
Profusa em cor, em ruído
O manjerico que se leva
Nesse arrastar do bulício

Hordas de gente em folia
Bairros de ruas pequenas
Uma noite feita dia
Em praças, simples arenas!

Santo António de Lisboa
Que traz ao colo, o menino
Lev’a festa a Madragoa
Toca na Sé, o sino!

E tomado esse Santo
Nessa vaga popular
Outro canto, outro Santo
Rejubila no altar

O São Pedro do tempo
Qu’este belo sol nos envia
Retempera o sofrimento
Do seu povo, em carestia

E pra celebrar este Verão
Que (cinzento) tardou a chegar
Nada como o São João
Pra nos levar (de novo) a brincar!

20130604-111703.jpg

Anúncios
This entry was published on 4 de Junho de 2013 at 10:17 and is filed under Poesia, Retratos. Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: