A Céu Aberto

Vem!

Vem ter comigo, vem, vem
Eu e tu, mais além
Neste Reino, aquém
Qu’ao nosso amor, convém!

Por isso, vem, vem, vem
Só tu eu, mais ninguém,
Por esse beijo, amém
Que já te tenho, porém!

Vem, vem, vem
Que neste mundo, ninguém
Te chega ao alto, nem tem
Esse recorte de quem

M’é destinada, e vem
Por mim abaixo, e se tem
Arrebatada, por cem
No meu palácio, e harém!

Vem, vem, vem
Tú és aquela, esse alguém
Que me trespassa, e me tem
E a todo tempo, s’abstém

De me prender no desdém
Sem me agrilhoar, a quem
Não possa amar, alguém
Que toda diferença, sustém!

Por isso vem, vem, vem
Eu sou o tipo, em quem
Tu tens da vida, o bem
Que a tod’o tempo, se tem!

Vem, vem, vem…

Anúncios
This entry was published on 1 de Agosto de 2013 at 21:00 and is filed under Poesia, Retratos. Bookmark the permalink. Follow any comments here with the RSS feed for this post.

2 thoughts on “Vem!

  1. Obrigado, Cristina! Yo! 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: